top of page

O uso de telas em crianças e adolescentes

Está cada vez mais recorrente na prática clínica receber pais no consultório trazendo queixas de que seu filho não está falando. Além disso, ouvimos relatos de que as crianças passam algum tempo assistindo desenhos ou jogando em celulares, smartphones ou tablets.


Você sabia que a exposição às telas na primeira infância pode trazer impactos significativos para o desenvolvimento incluindo atrasos na linguagem e fala?


Esse contato acontece numa tentativa dos pais de distraírem a criança para realizarem outras atividades. Além disso, existe o equívoco de que estes dispositivos estão estimulando, porém não há trocas, não há interações e a criança normalmente encontra-se passiva durante todo o processo.


Como já foi falado em posts anteriores, a comunicação se estabelece por meio de trocas e da interação com o outro. Sendo assim, nada substitui o contato e a brincadeira para que a criança aprenda, desenvolva habilidades auditivas, linguísticas, motoras e de resolução de problemas.


Por isso, diminua o tempo virtual e aumente as experiências reais com os pequenos. Precisa de ajuda? Entre em contato conosco!





Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page